twitter
facebook
linkedin
rss
06 / ago 2018

A DESCRENÇA E SEUS MOTIVOS

Levantamento elaborado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) apurou que oito em cada dez brasileiros, ouvidos quanto à confiabilidade dos partidos políticos, responderam que não têm “nenhuma confiança” nessas instituições.

A enquete que, em 2006, identificou 36,7%, passou a 46,4% em 2014, apontando como fatores principais dessa descrença a corrupção institucionalizada, além da falta de capacidade de representação dos interesses dos eleitores.

A pesquisa foi cumprida em 26 estados da Federação, compreendendo instituições acadêmicas, como a UFMG, UERJ, Unicamp e UnB. (mais…)

03 / ago 2018

UM SOFRIMENTO SEM FIM

A história da imigração de italianos, iniciada a partir do século XIX, abrigados pelos Estados Unidos, Argentina, Brasil e outros países que contaram com a ajuda expressiva dessa mão de obra, não impediu que o vice- primeiro-ministro, Matteo Salvini, fosse condescendente com os que buscam refúgio na Itália.

Quando o novo governo populista assumiu o controle da situação, a promessa era de expulsar os 500 mil daquela nação em uma média de 100 mil por ano. Esta política radical repercutiu após a Itália rejeitar a entrada em seus portos de um navio com 629 imigrantes resgatados na costa da Líbia.

Segundo estatística da União Europeia, 7.045 imigrantes já foram expulsos da península no último ano, enquanto outros 150 mil permanecem na expectativa de deportação. (mais…)

01 / ago 2018

O QUE ESPERAR NA PRIMAVERA?

Paira razoável expectativa quanto à posse do ministro Dias Toffoli como presidente do STF. A solenidade ocorrerá em 12 de setembro, ou seja, vinte dias antes das eleições de outubro. Neste curto período, muita coisa poderá acontecer.

As conjeturas atuais não decorrem do fato de Toffoli ter sido advogado do PT e subchefe da Casa Civil no governo Lula. Esses precedentes não o comprometem, pois já eram conhecidos quando de sua aprovação no Senado Federal.

O que causa intranquilidade é a sua conduta em acontecimentos recentes, gerando apreensão em relação ao seu comportamento como presidente do Magno Pretório, do Conselho Nacional de Justiça e do Judiciário brasileiro, enfim. (mais…)

31 / jul 2018

AUTORIDADE DESMEDIDA

A horrenda situação protagonizada por Donald Trump, promovendo a separação de crianças de seus pais, guarda semelhança com o que ocorreu na Segunda Guerra Mundial, quando os seus pais eram mandados para os campos de concentração.

Conforme anotou o editor de Opinião do “The New York Times”, David Leonhardt, ao referir-se à chegada em massa de imigrantes aos Estados Unidos, Trump a qualificou como sendo uma “infestação”. Esta palavra sugere que os imigrantes “são equivalentes a insetos ou ratos”, uma analogia que os nazistas frequentemente usavam quando se referiam aos judeus.

Por sua vez, Hadley Freeman, colunista do “The Guardian”, sustentou ser “impossível para aqueles de nós que somos descendentes de sobreviventes do Holocausto ouvir as gravações de crianças chorando por seus pais e não pensarmos nas crianças judias de nossa família que foram forçadas a se separar de seus pais”. (mais…)

23 / jul 2018

O RETORNO DOS MILITARES AO PODER

O excessivo número de militares que deverão concorrer nas eleições de outubro vindouro comporta reflexão se levarmos em conta os motivos que inspiraram essas pretensões.

Devido à confiabilidade que conservam e, em face da devassidão moral que assola a política na Federação, os militares tornaram-se uma alternativa de poder. Para este fenômeno concorre a candidatura de Jair Bolsonaro, embora as suas propostas sejam imprecisas, especialmente quanto à economia.

Tornou-se visível o empenho dos militares da reserva na sustentação de uma via democrática para a volta ao poder, inclusive dando seu aval à candidatura Bolsonaro, a esta altura, prestigiada por aqueles que pretendem restabelecer a autoridade estatal. (mais…)

20 / jul 2018

A ORGIA DE EMPRÉSTIMOS DO BNDES AO EXTERIOR

O BNDES foi criado no segundo governo de Vargas, em 1952, com a finalidade de implementar projetos para o desenvolvimento econômico do País, fortalecendo a estrutura de capital das empresas privadas e do desenvolvimento do mercado de capitais.

O órgão foi presidido por homens de reconhecido talento, como Roberto Campos, Lucas Lopes, Pérsio Arida e outros.

Em 2012, o então ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, logo após a entrada em vigência da lei de Acesso à Informação, subscreveu decreto impondo sigilo, até 2027, a empréstimos do BNDES. (mais…)

16 / jul 2018

A CONDENAÇÃO DA PETROBRAS E SEUS REFLEXOS

O Tribunal Superior do Trabalho, em recente decisão, por estreita maioria de um voto, impôs à Petrobras a condenação de R$ 15 bilhões, para complementar salários dos trabalhadores ativos e aposentados, elevando a sua folha de pagamento em mais R$ 2 bilhões por ano, daqui por diante.

Conhecido o resultado, especialistas passaram a avaliar as suas consequências, bem como os seus reflexos tanto nos negócios de investimentos da empresa, como no setor do petróleo.

A Petrobras ainda não se recuperou das falcatruas apuradas pela Operação Lava Jato e nem dos investimentos mal planejados, incluindo o controle artificial do preço dos combustíveis. (mais…)

13 / jul 2018

OBSTINADO E VITORIOSO

A vitória de Andrés Manuel López Obrador, AMLO, 64, como presidente do México, merece ser exaltada pelo seu projeto de governo e, sobretudo, pela sua tenacidade.

Em 2006, concorreu com Felipe Calderón, sendo derrotado por uma diferença de 250 mil votos num pleito, que, embora fraudulento, obteve confirmação na Justiça eleitoral. conhecido o resultado, para demonstrar a sua indignidade com aquele desfecho, deixou-se fotografar com a faixa presidencial sobre o peito, além de instituir um “gabinete legítimo”, que contou com o apoio de dezenas de milhares de simpatizantes.

Eleito prefeito, convocou o magnata Carlos Slim para restaurar o Centro Histórico da capital, contando com a colaboração de Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York, para reduzir os alarmantes índices de criminalidade da cidade. (mais…)

09 / jul 2018

OS SINDICATOS E A SUA INDEPENDÊNCIA

A decisão majoritária do Supremo Tribunal Federal, que importou na extinção da contribuição obrigatória do imposto sindical, reformou 15.551 ações intentadas por sindicatos e federações que sustentavam a inconstitucionalidade da alteração prevista na reforma trabalhista.

Com esse resultado, ficou praticamente eliminada a tentativa das entidades em tornar sem efeito a medida proposta pelo governo Temer.

Desde a aprovação da reforma, a CUT passou a recolher parte do que os sindicatos recebem em mensalidades dos associados e em contribuição assistencial. Como a perda do imposto resultará numa queda de até 90%, só restará aos sindicatos buscar maior profissionalização e outras medidas capazes de atrair associados, bancando as atividades sindicais por meio de mensalidades. (mais…)

06 / jul 2018

O STF ATUAL

O esforço da ministra Cármen Lúcia em resguardar a imagem do Supremo Tribunal Federal, colocando-o acima de qualquer suspeita, está sendo frustrado pelas seguidas manifestações de alguns de seus ministros.

Na véspera do recesso de julho, o ministro Ricardo Lewandowski proferiu insólita decisão, embora, à primeira vista, parecesse afetar somente a venda de uma distribuidora estadual de energia.

Ocorre que, se a liminar vier a prevalecer, a partir de agosto, quando a Corte retomar suas atividades, ficará, então, assentado que a venda de uma empresa estatal estará sempre na dependência de autorização do Legislativo. (mais…)