twitter
facebook
linkedin
rss
12 / jul 2011

MULHERES NO VOLANTE

No mês passado, a saudita Manal Al-Sharif, 32, foi detida por haver encetado uma campanha através do You Tube, para que as mulheres obtivessem autorização para dirigir em seu país.

O movimento ganhou repercussão internacional, sendo criada uma associação “Women for driving”, destinada a forçar o governo a admitir que as mulheres doravante possam dirigir veículos sem que estejam acompanhadas de um homem.

Devido à sua temerária campanha, Manal Al-Sharif foi detida não só por dirigir, como por postar vídeos em prol do movimento.

(mais…)

06 / jul 2011

A CHINA CONTINUA A MESMA

Após três meses de prisão, Ai Weiwei, o mais conhecido artista chinês, foi liberado sob condições rígidas impostas pelo governo de seu país. A justificativa dada pela agência estatal Xinhua foi de que o ativista só obteve a liberdade após pagar a dívida fiscal que originou a sua detenção.

Devido à repercussão mundial de sua prisão, o governo chinês procurou justificá-la acusando-o de haver cometido “crime econômico”. Ai Weiwei foi detido no Aeroporto Internacional de Pequim ao tentar embarcar para Hong Kong.

O artista foi um dos idealizadores do estádio olímpico “Ninho de Pássaro”, que desenhou juntamente com arquitetos suíços da firma Herzog & De Meuron. Embora seja o chinês mais conhecido em todo o mundo, tendo participado da Bienal de São Paulo, em 2010, somente foi solto após aceitar a condição de não emitir críticas ao Partido Comunista pelo menos durante um ano.

(mais…)

04 / jul 2011

A URGÊNCIA COMPROMETEDORA

A administração da presidente Dilma ficará marcada na história como a que mais se preocupou em tornar sigilosos os negócios públicos. Não bastasse a cautela de que se cercou o episódio que culminou com o afastamento do ministro Antônio Palocci, empenha-se o governo atual em flexibilizar as licitações para a Copa do Mundo e Olimpíadas com o propósito de permitir que sejam realizados dentro do prazo anunciado.

Nessa tarefa inglória, espera contar com a fidelidade da base aliada, sem se importar com os reflexos negativos da proposta e o péssimo exemplo que dá àqueles que, doravante, vierem a participar de um processo de licitação.

(mais…)

29 / jun 2011

O IDEALISTA WASHINGTON ALBINO

Henri Bergson (1859-1941), revolucionista francês, defendeu a existência de um “impulso vital” que leva o mundo adiante, sustentando que o futuro será determinado pela escolha das alternativas feitas no presente. Segundo esta concepção, há homens que não vivem apenas de ideias – mas de ideais.

Washington Albino Peluso de Souza, falecido em 17 de junho passado, encarnou, ao longo de sua fecunda existência, este conceito de Bergson.

Viveu a experiência da Constituição de 1934 e assistiu, apreensivamente, a chegada do Estado Novo.

Em 1938, já lecionava Economia Política na Faculdade de Direito e foi o responsável pela introdução na grade curricular da disciplina de Direito Econômico. Naquela Casa, obteve os títulos de livre docente, doutor e titular, coordenando os cursos de pós-graduação até que assumiu a Diretoria da Escola. (mais…)

21 / jun 2011

VERGONHA E VERDADE

O questionado sigilo que o governo atual pretende impor a documentos reputados como de interesse nacional, leva-nos à certeza de que quando alguém teme a verdade cuida logo de controlá-la ou de reprimi-la.

A explosão da verdade gera tanta poeira que, por amor à limpeza, muitos preferem evitá-la. Quem se ocupar deste tema, deverá primeiro identificar quem o inspirou: os ex-presidentes Fernando Collor de Mello e José Sarney. Antes, adversários. Hoje, companheiros e solidários no Senado Federal, lendo na cartilha dos interesses pessoais.

A verdade é inconveniente para quem vive da mentira.

Nada mais será preciso para se avaliar o propósito da medida imposta à presidente Dilma Roussef, que se vê agora aturdida por esses correligionários, sendo premida a abdicar de princípios que antes defendia. (mais…)

13 / jun 2011

AFRONTA À MEMÓRIA NACIONAL

O presidente José Sarney determinou a retirada do painel existente no Senado, que continha fotos panorâmicas de manifestantes nas ruas pedindo a saída do ex-presidente Collor.

Ao adotar essa providência, o senador maranhense ofereceu a justificativa de que a queda de seu correligionário “foi apenas um acidente que não deveria ter acontecido na história do Brasil. Mas não é tão marcante como foram os fatos que aqui estão contados, que foram os que construíram a história, não os de que de certo modo não deveriam ter acontecido”.

Como era de se esperar, a “explicação” dada por Sarney repercutiu negativamente, surpreendendo a todos com a sua discordância do afastamento de Collor, somente agora passados dezenove anos de seu declínio. (mais…)

07 / jun 2011

A PRIVATIZAÇÃO DOS AEROPORTOS

Nos últimos anos, a crise aeroviária agravou-se iterativamente nos meses de dezembro e janeiro. Além das chuvas causadoras de tragédias, ainda temos o congestionamento do tráfego aéreo, que piorou desde o início do primeiro mandato do presidente Lula.

De lá até hoje, não se tem notícia de medidas concretas que houvessem, pelo menos, atenuado a penúria dos passageiros que se aventuram a viajar naquela fase do ano.

Agora, com a realização da Copa de 2014, a presidente Dilma Roussef anunciou que entregará à iniciativa privada os aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília. (mais…)

01 / jun 2011

A ARTE DE TRANSIGIR

Ouvi, quando estudante, numa conferência na Faculdade de Direito, em Belo Horizonte, proferida pelo notável San Tiago Dantas, que a política “é a arte de assegurar o êxito do bem”.

Desde então, convenci-me que em política devemos, a um só tempo, ser persistentes e firmes no fundo, mas flexíveis e brandos na forma e no modo de fazer.

O político que por obstinação se recusa a examinar as razões do adversário deixa de ser político, tornando-se um fanático.

Esta é a impressão que recolhi, nos últimos dias, do eterno impasse existente entre Israel e Palestina. (mais…)

26 / maio 2011

A HONESTIDADE COMO OBRIGAÇÃO

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, indagado quanto à anunciada representação que os partidos da oposição lhe encaminhariam, sobre o comportamento do ministro Antônio Palocci, respondeu: “Qualquer fato que envolva autoridades públicas merece um olhar mais cuidadoso”.

Com isto, antecipou-se a inconveniência da abertura de uma investigação no Supremo Tribunal Federal contra aquela autoridade, acusada de haver aumentado, nos últimos quatro anos, em vinte vezes o seu patrimônio pessoal.

Arthur Schopenhauer, filósofo alemão do sec. XIX, considerava a honra, objetivamente, “como sendo a opinião dos outros acerca do nosso valor; e, subjetivamente, “como o nosso medo dessa opinião”. Para ele, a honra “é a consciência externa e a consciência vem a ser a honra interna”. (mais…)

20 / maio 2011

COMO FICARÁ O BRASIL NO FUTURO?

Deveremos assistir, até 2050, à transferência da importância política e econômica do Ocidente para o Oriente, com a China e a Índia pontificando como detentoras do produto mundial.

Estudiosos dessa transformação adiantam que na metade do século atual a economia daqueles dois países estará equiparada à da União Européia.

Será o caso, então, de se indagar: como ficará o Brasil como quarta ou quinta economia do mundo e maior potência do hemisfério sul? (mais…)