twitter
facebook
linkedin
rss
18 / jul 2016

DIAS MELHORES VIRÃO

O deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito o novo presidente da Câmara (Foto: Foto: André Dusek|Estadão)

Dois fatos marcaram a semana que passou, trazendo ao País a esperança de melhores dias, em face do reflexo que esses acontecimentos terão na política brasileira.

A eleição de Rodrigo Maia, após uma série de conchavos políticos, concorreu para que o governo interino tivesse melhores condições de “arrumar a casa”, enviando ao Congresso propostas que não podem mais tardar.

Após a burlesca passagem de Maranhão pela presidência da Câmara dos Deputados, é de se esperar que, doravante, aquela Casa não continue contando com a atuação inexpressiva de deputados que compõem o baixo clero, interessados na obtenção de cargos e vantagens.

O contato mantido entre Temer e Maia no dia seguinte à eleição, sugere que Executivo e Legislativo passarão a pensar melhor nos rumos deste País. Certamente, contarão com a participação de Renan Calheiros na sua incontida vocação de aliar-se a quem está por cima. (mais…)

15 / jul 2016

LUIZ ANÍBAL,O VENCEDOR

No dia 19 de junho passado, Minas Gerais perdeu uma das mais expressivas figuras da área empresarial, ao longo de sua frutuosa existência.

Luiz Aníbal de Lima Fernandes, 73, morreu na manhã de um domingo de sol, deixando aos seus familiares, companheiros e amigos, compreensível tristeza. Mesmo quando a luz da existência se apaga, ainda ficará a saudade.

Poucas pessoas conseguiram exercer com tamanha eficiência as atividades que lhe foram cometidas no setor estatal e privado. Luiz Aníbal teve sua atividade profissional focada em energia elétrica, siderurgia, finanças e governança corporativa. Marcou sua presença em operações de saneamento financeiro, fusões, aquisições e reposicionamento estratégico.

Filho do saudoso presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Edésio Fernandes, sobre Luiz Aníbal pode-se dizer: o fruto participa das qualidades da árvore. (mais…)

13 / jul 2016

OS ESTADOS QUEREM MAIS

O Supremo Tribunal Federal, por maioria de votos, acolheu o acordo firmado entre a União e os Estados, mediante a adaptação de uma liminar concedida ao governo de Santa Catarina.

Prevaleceu, assim, o entendimento do relator daquele mandato de segurança, ministro Edson Fachin, que adiou o prazo de sessenta dias, anteriormente concedido, que venceria em 1º do corrente, para 22 de agosto vindouro.

Segundo o mesmo relator, uma vez aprovado um substitutivo ao projeto de lei em curso no Congresso, as ações de segurança, até então impetradas, que lograram concessão de liminares, perderão o seu objeto, embora continue valendo até o próximo mês, com a análise definitiva do mérito só ocorrendo posteriormente.

Conforme ficou acertado na reunião do Planalto com o presidente interino Michel Temer, vigorarão juros compostos como sendo uma das condições aceitas pelos Estados no acordo celebrado. (mais…)

11 / jul 2016

A DESCOBERTA DE RENAN CALHEIROS

Renan Calheiros vem defendendo a alteração da lei de delações (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

A iniciativa de Renan Calheiros em submeter ao Senado projeto de lei de 2009, que prevê punições a crimes de abuso de autoridade, não passa de uma indecorosa artimanha de que pretende se valer nos nove processos a que responde perante o STF.

A maioria das disposições daquele texto assemelha-se às queixas de parlamentares que estão sob a mira da Operação Lava Jato. Desengavetar uma proposta após sete anos não tem outro objetivo senão neutralizar a atuação do Ministério Público e da Polícia Federal.

Esta diligência coincide com a recente prisão do ex-ministro Paulo Bernardo, que teria sido alvo de ação de busca e apreensão no apartamento funcional de sua esposa, senadora Gleisi Hoffmann. Ainda que cause espanto, a paranaense recebeu a “solidariedade” de seus pares, inclusive de opositores com quem vinha conflitando diariamente no processo de impeachment, ainda em curso. (mais…)

06 / jul 2016

MEDICAÇÃO PARA UM DOENTE TERMINAL

Para o ministro Teori Zavascki, o Brasil está enfermo e precisando de remédios amargos (Foto: André Dusek/Estadão)

A recente declaração do ministro Teori Zavascki de que a crise econômica, política e ética, que afeta o Brasil somente encontrará solução com remédios amargos, não é de se estranhar.

Trata-se somente da adoção de medidas que, mesmo não satisfazendo, à primeira vista, o povo nas suas necessidades imediatas, só virão a produzir resultados satisfatórios se estabilizada a situação angustiante a que chegamos.

Não há país no mundo que haja enfrentado problemas semelhantes, só conseguindo se livrar do aperto com o emprego de providências restritivas que geraram insatisfação e, até mesmo, desespero. A nossa salvação não está na dependência exclusiva da cassação de um Eduardo Cunha ou de novas prisões efetuadas no amanhecer do dia pela Polícia Federal. (mais…)

01 / jul 2016

REVOLTA E DECEPÇÃO COM AS TRAGÉDIAS CARIOCAS

O bárbaro assassinato da médica Gisele Palhares Gouvêa, 34, num assalto ocorrido na linha vermelha, no último sábado, é mais uma prova de que a capital fluminense não conta com segurança bastante para promover um evento nas proporções do que deverá ocorrer dentro de pouco mais de um mês.

Coincidentemente, no mesmo dia, na mesma região da Pavuna, o tenente Denílson Theodoro de Souza, 49, encarregado da proteção do prefeito Eduardo Paes, foi vítima de latrocínio, deixando dois filhos menores na orfandade.

Gisele prestava assistência a um bairro pobre de Nova Iguaçu, onde também mantinha um consultório particular. Especializada em dermatologia, atendia de graça pacientes que não tinham como pagar.

Recentemente, ao retornar de Paris, onde estivera em companhia do marido Renato, cirurgião plástico, o casal cogitou da aquisição de um carro blindado para que ela pudesse ir da Barra da Tijuca até Nova Iguaçu, passando pela Via Expressa, onde ocorreu o crime. (mais…)

28 / jun 2016

TODOS SÃO IGUAIS QUANDO CONVÉM

O ex-ministro Paulo Bernardo foi preso em operação da PF que investiga propina de R$ 100 milhões (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O episódio que importou na prisão do ex-ministro Paulo Bernardo e outros políticos ligados ao PT e PMDB, proporcionou um fato inusitado, conforme assinalou Eliane Cantanhêde em sua coluna no “Estadão” de ontem.

Desde que instaurado no Senado Federal o impeachment de Dilma Rousseff, a senadora Gleisi Hoffmann assumiu posição de destaque nos desafios dirigidos ao relator Antônio Anastasia, em companhia de outros aliados petistas que não medem palavras nas provocações diuturnas.

Não foram raras as vezes em que o grupo recebeu dos senadores Ronaldo Caiado e Magno Malta resposta contundente às suas diatribes, incompatíveis com a seriedade que deveria haver na Câmara Alta, em um processo de tamanha e grave repercussão.

A arrogância e ironia da senadora ultrapassou os limites da tolerância, somente não provocando maiores tumultos devido à lhaneza de trato do parlamentar mineiro. (mais…)

27 / jun 2016

A CALAMIDADE FINANCEIRA E SUA JUSTIFICATIVA

A rodada de negociações realizada em Brasília entre a União e os Estados, antes de importar numa aparente vitória do presidente interino, serviu para demonstrar o descontrole da Federação diante dos números conhecidos naquele encontro.

Ainda que os Estados houvessem concordado parcialmente com as exigências do governo federal, é certo que houve descontentamento de parte de São Paulo, que ficou de negociar em separado, em razão de sua dívida ser consideravelmente maior do que a de outras unidades.

A esta altura, 14 estados judicializaram a questão do pagamento, o que lhes permitirá efetuar a quitação a partir de julho em 24 vezes.

A prevalecer o acordo celebrado, que somente em 2016 atingirá a R$ 20 bilhões, haverá a suspensão do pagamento das parcelas mensais por seis meses, com esta obrigação sendo retomada a partir de janeiro de 2017, com desconto. (mais…)

20 / jun 2016

COMO O BRASIL É VISTO EM PORTUGAL

De acordo com o "Diário de Notícias", todos os presidentes do Brasil estão sob investigação policial (Foto: Palácio do Planalto)

O “Diário de Notícias”, jornal de reconhecido prestígio em Portugal, editado em Lisboa, trouxe em sua edição de 13 do corrente detalhada reportagem sob o título: “Todos os presidentes do Brasil estão sob investigação policial”.

A matéria enfatizou que quando ocorreu o escândalo do mensalão, envolvendo a cúpula do PT e deputados de sua ampla base aliada, a maioria dos inquiridos respondia que o caso não ia dar em nada: “Já se viu poderosos na cadeia deste país?”. Tornou-se consensual dizer em reuniões de cafés, fóruns de internet ou mesas-redondas de TV: “vai terminar tudo em pizza”. A expressão brasileira equivalia a “acabar em águas de bacalhau”.

Menos de quatro anos depois, esta descrença em relação aos processos instaurados não mais perdura. Assim, José Sarney, 86 anos, alma do PMDB, acaba de ver desmoronar o seu poder no Maranhão, em face do pedido de prisão formulado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. (mais…)

17 / jun 2016

O ESPÍRITO AMERICANO E A MATANÇA DE ORLANDO

O ataque ocorrido em Orlando no domingo passado, pelas circunstâncias em que se deu, por mais horrendo que tenha sido, recomenda-nos a não ceder à chantagem do Estado Islâmico, da Al-Qaeda ou de qualquer outra organização que procure atemorizar o mundo valendo-se do prestígio do Islã. Foi o que ocorreu em Paris, em Bruxelas, com o risco de poder ser renovado, inclusive, no Brasil durante as Olimpíadas de agosto vindouro.

Em viagens que fiz a Miami, conheci descendentes de exilados cubanos, convivi com imigrantes haitianos, sem que me sentisse amedrontado, nem mesmo em Nova Iorque, cidade mais multicultural que Miami. A tolerância da Suprema Corte, há um ano, declarando constitucional o casamento de homossexuais, não concorreu para que a sua população fosse tomada de pânico quanto às consequências dessa decisão, que repercutiu em todos os continentes.

Certo que o conservadorismo ainda subsiste em alguns estados da Federação. Em Arkansas, onde nasceu Bill Clinton, ex-presidente sulista e progressista, ainda vigora a lei seca. (mais…)